segunda, 30 de novembro de 2020


Dom, 22 de Novembro de 2020 11:55

Vacina da Pfizer apresenta 95% de eficácia após conclusão da fase três de testes


Farmacêutica diz que índices de segurança exigidos pela agência americana de saúde para Autorização de Uso de Emergencial foram alcançados

Nesta quarta-feira (18), a farmacêutica americana Pfizer e a empresa de biotecnologia alemã BioNTech anunciaram a conclusão da fase três de testes clínicos para sua vacina contra a covid-19.

A conclusão dos testes mostra uma eficácia maior do que a que havia sido divulgada anteriormente pelo CEO da Pfizer. Segundo os resultados mais recentes, a vacina teve uma eficácia de 95% na prevenção da doença e não registrou nenhum efeito colateral grave.

Vale lembrar que, mesmo que os testes clínicos tenham sido concluídos, os resultados ainda não foram publicados em nenhum periódico científico para que outros cientistas possam verificá-los.

Para chegar à conclusão, a Pfizer analisou dados depois que 170 voluntários contraíram a Covid-19. Foram mais de 40 mil voluntários entre EUA, Argentina, Brasil, Alemanha, Turquia e África do Sul. Metade tomou a vacina real e a outra metade, uma substancia inativa sem efeito (placebo).

Segundo a farmacêutica, a eficácia da imunidade começa após 28 dias da aplicação da primeira dose. São necessárias duas doses por pessoa. Dos 170 infectados, apenas oito tomaram a vacina experimental e 162 receberam o placebo. A Pfizer concluiu que a eficácia da sua vacina é de 95%.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box