segunda, 30 de novembro de 2020


Seg, 16 de Novembro de 2020 11:57

Japão sai da recessão com forte crescimento no 3º trimestre


Bons resultados da demanda interna (+4,7%) e das exportações (+7%) ajudaram no crescimento do terceiro trimestre.

O Produto Interno Bruto do (PIB) do Japão cresceu 5% entre julho e setembro na comparação com o trimestre anterior, uma recuperação que superou as previsões e que acaba com três trimestres consecutivos de contração.

A terceira maior economia mundial sofreu uma queda histórica no segundo trimestre, e que nesta segunda-feira (16) o governo revisou para baixo, a -8,2% contra 7,9% da estimativa inicial.

A contração começou no quarto trimestre de 2019 (-1,8%) e prosseguiu com uma queda de 0,6% no primeiro trimestre, o que marcou o início da recessão no país - definida por dois resultados negativos do PIB durante ao menos dois trimestres seguidos -, o que não acontecia desde 2015.

Os bons resultados da demanda interna (+4,7%), que afundou no segundo trimestre pelo estado de emergência decretado pelas autoridades para frear a pandemia de covid-19, e das exportações (+7%) ajudaram no crescimento do terceiro trimestre.

Porém, os investimentos tanto imobiliários como não residenciais das empresas caíram no terceiro trimestre (-7,9% e -3,4%, respectivamente), enquanto os empresários japoneses continuam pessimistas.

O crescimento do Japão, no entanto, pode voltar a enfrentar dificuldades no quarto trimestre, pois a "demanda vai desacelerar, principalmente por causa da segunda onda de covid-19 no exterior", afirmou o economista Naoya Oshikubo antes da divulgação do resultado do PIB.

Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma contração de 5,3% da economia japonesa para 2020. O país precisará de três anos para recuperar o nível do terceiro trimestre de 2019, de acordo com Yoshimasa Maruyama, da SMBC Nikko Securities.(Do G1 e Agências)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box