quarta, 19 de setembro de 2018


Ter, 11 de Setembro de 2018 17:56

Fim do sonho de Lula; Haddad confirmado

Agora, oficial... Agora, oficial...


O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou nesta terça-feira (11) que Fernando Haddadconcorrerá à Presidência da República pela legenda no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve o registro de candidatura rejeitado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O prazo dado pelo TSE para o partido apresentar à Justiça Eleitoral o substituto de Lula terminava às 19h desta terça-feira. Na chapa original, Haddad era o vice de Lula. Na nova formação, a candidata à vice-presidência será Manuela D'Ávila, do PCdoB.

O anúncio foi feito em Curitiba, onde Lula está preso desde 7 de abrilcumprindo pena de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso da Lava Jato envolvendo o triplex em Guarujá (SP).

Pela manhã, a executiva nacional do partido se reuniu em um hotel na capital paranaense. Haddad participou do encontro e chegou à Superintendência da PF, onde Lula está preso, às 15h30.

Após se reunir com o ex-presidente, Haddad deixou o prédio da PF por volta das 17h15 e falou para a militância que esperava do lado de fora. Subiram o palanque com ele a candidata a vice Manuela D'Ávila, a ex-presidente Dilma Rousseff, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman e outros membros do partido.

Gleisi apresentou Haddad como candidato a presidente pelo PT e "representante de Lula" na eleição e Manuela como vice. Segundo Gleisi, Lula afirmou que "o PT, mesmo sem ele, deveria apresentar um candidato à presidente da República". Luiz Eduardo Greenhalgh, um dos fundadores do partido, leu uma carta de Lula indicando Haddad como seu substituto na corrida pelo Planalto.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box